PONTUAÇÃO E CONSTITUIÇÃO DE SENTIDOS EM UM POEMA INÉDITO DE CASSIANO RICARDO

Anderson Cristiano da Silva, Miriam Bauab Puzzo

Resumo


Esta pesquisa discute o uso dos sinais de pontuação, em especial no texto poético, bem como suas implicações quanto à constituição de sentidos. Nos poemas do livro Dexistência, última obra inédita de Cassiano Ricardo, chamou-nos atenção a presença peculiar da pontuação, inclusive barras em vários versos, em um número considerável. Para esta investigação, elegemos como aporte teórico a Análise Dialógica do Discurso, que tem sua base nas obras do Círculo bakhtiniano, dos quais destacamos Bakhtin/Voloshinov/Medviédev, com o intuito de observar as relações dialógicas e os efeitos de sentido que o poema selecionado sugere. O livro inédito editado recentemente Dexistência, último livro de Cassiano Ricardo, oferece material ainda pouco explorado para discutir essa questão. No entanto, como há uma quantidade considerável de exemplos, elegemos o poema Relógio de pulso como objeto de estudo no intuito de aprofundar as reflexões sobre esse tópico na perspectiva dialógica da linguagem. Por essa investigação preliminar, pode-se dizer que a pontuação, juntamente com outros recursos expressivos, exerce um papel decisivo na constituição de sentido do poema em questão, evidenciando um sujeito poético que parece clivado entre a vida e a morte, estabelecendo uma linha divisória entre o existir/desistir, em busca de unificação.

 


Palavras-chave


PONTUAÇÃO, ANÁLISE DIALÓGICA DO DISCURSO, CASSIANO RICARDO

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21165/gel.v14i1.1464

Métricas do artigo

Carregando Métricas ...

Metrics powered by PLOS ALM

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

 

Licença Creative Commons

Esta obra está licenciada com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.